Destaques


Por Blog da Hida •
07 setembro 2020

Calusne produz hortaliças e flores comestíveis em Campinas

Eu amo conhecer bastidores e processos de produção. Depois de contar aqui no blog como funciona as etapas de fabricação do café, no texto de hoje vou falar como ocorre o cultivo de hortaliças e flores comestíveis

Estufa de flores comestíveis

Paciência, amor, dedicação e trabalho em equipe. Esses são os principais ingredientes da receita de sucesso da Calusne Farms, produção rural localizada em Campinas e um dos principais fornecedores de ervas aromáticas, flores comestíveis, hortaliças e brotos para diversos restaurantes e hotéis da região. 

Mas a trajetória da Calusne também conta com muita labuta e busca constante por inovação. "Eu acordo às 3h e quando é 4h já começa o trabalho aqui. Começamos cedo porque os produtos precisam chegar cedo nos restaurantes para que sejam produzidos para o almoço, por exemplo. Trabalho aqui há 53 anos. Tudo começou com a minha família. Eu nasci aqui. Hoje temos mais de 80 tipos de produtos e fazemos pesquisas para sempre buscar novidades e coisas diferentes", conta o agricultor e proprietário da Calusne Farms, Sérgio Donófrio.



Com 100 mil metros quadrados de área e 35 pessoas que formam o time de colaboradores, a Calusne possui diversidade de produtos. Por lá é possível encontrar alface, couve kale, tomilho, manjericão, hortelã e mini legumes. Entre as flores comestíveis há, por exemplo, brinco de princesa, capuchinha, amor perfeito, cravina, flor de mel branca e mini rosa. "Os chefs usam essas flores nos pratos ou para decorar as criações gastronômicas. Todas são comestíveis, mas para quem vai fazer o preparo em casa é necessário ter cuidado. Em algumas delas é necessário tirar a base porque não é agradável para consumo", alerta o agricultor. 

Semanalmente, o espaço produz de 5 a 6 toneladas de produtos. Além de abastecer as cozinhas de hotéis e restaurantes, a Calusne Farms também faz delivery para pessoas físicas. "Como estamos falando de produtos leves, que são folhosos, quando se fala em cinco e seis toneladas por semana é bastante coisa. Tudo o que produzimos é higienizado e depois embalado para os restaurantes e demais clientes. No caso do delivery, a pessoa escolhe como montar o kit dela e fazemos as entregas em casa", explica o agricultor ao falar sobre o serviço de entrega ao consumidor que surgiu como alternativa para driblar os problemas que surgiram com a pandemia do novo coronavírus. "Os restaurantes, que são nossos principais clientes, ficaram muito tempo fechados e com isso tivemos um grande impacto. Não paramos de produzir na pandemia e tivemos que dar conta dessa demanda produzida até porque não demitimos nenhum funcionário mesmo com a crise da pandemia. Foi daí que decidimos vender por delivery para os clientes. O pessoal foi divulgando e bastante gente passou a fazer os pedidos. Os blogueiros e influenciadores de gastronomia também ajudaram bastante nessa divulgação. Esse atendimento delivery cresceu muito e estamos mantendo esse tipo de atendimento com a demanda dos restaurantes", diz Sérgio.




Nem todos os alimentos cultivados são vendidos, mas o proprietário da produção rural diz que nada é perdido. "Alguns alimentos podem surgir com algum tamanho impróprio para venda, mas ele está bom para ser consumido. Para não jogar fora e evitar desperdícios, fazemos doações para o Mesa Brasil, projeto do Sesc Campinas que ajuda diversas entidades assistenciais. Os alimentos doados às entidades são repassados para famílias carentes. Aquilo que não está ideal para o consumo humano, a gente doa para produtores rurais que possuem animais como porcos e que comem esses alimentos. A água que usamos no processo de produção também é reaproveitada para lavar carros e chão. Nada é perdido. Inclusive até fizemos um lago aqui na propriedade rural com a água que vem da limpeza das hortaliças", comenta Sérgio ao falar sobre as iniciativas de assistência e sustentabilidade da Calusne.

Serviço

Quem quiser conhecer mais sobre a história do local pode acessar o site da Calusne. Também é possível saber mais sobre a rotina da produção rural pelo Instagram. Interessados podem fazer pedidos dos produtos pelo whatsapp (19) 9.8330.1050. Os kits com os itens variam de R$ 59,90 a R$ 69,90. Aliás, pelo Instagram dá para ver todos os produtos que a Calusne vende e os valores. Além disso, pela rede social a Calusne também informa os tipos de kits existentes. 



Comentários via Facebook

6 Comentários:

  1. Nossa, que lugar lindo! Fiquei realmente encantada com o lugar, dá gosto de ver produtores tão dedicados e cuidadosos, muito sucesso para eles!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Camila! Tudo bem? O lugar é lindo e especial. Obrigada pela participação aqui no blog. Abraço.

      Excluir
  2. Muito boa a matéria, expressa bem o que é a fazenda e cada palavra dá água na boca. O texto expõe com propriedade sobre o trabalho da Calusne. Amei cada linha.
    Te amo, Hida.

    Michel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amor, obrigada por me inspirar e me ajudar em cada passo. Te amo, Be!

      Excluir
  3. Como é ótimo ter uma comida fresquinha na nossa mesa. Parecem ser produtos deliciosos.
    Gostei do blog e estarei por aqui agora. Sinta-se à vontade em visitar o meu blog.

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir

siga no instagram hidaianarosa
subir

Blogger © Blog da Hida

Referência: pipdig.co • Desenvolvido com por iunique