Destaques


Por Blog da Hida •
07 setembro 2020

Calusne produz hortaliças e flores comestíveis em Campinas

Eu amo conhecer bastidores e processos de produção. Depois de contar aqui no blog como funciona as etapas de fabricação do café, no texto de hoje vou falar como ocorre o cultivo de hortaliças e flores comestíveis

Estufa de flores comestíveis

Paciência, amor, dedicação e trabalho em equipe. Esses são os principais ingredientes da receita de sucesso da Calusne Farms, produção rural localizada em Campinas e um dos principais fornecedores de ervas aromáticas, flores comestíveis, hortaliças e brotos para diversos restaurantes e hotéis da região. 

Mas a trajetória da Calusne também conta com muita labuta e busca constante por inovação. "Eu acordo às 3h e quando é 4h já começa o trabalho aqui. Começamos cedo porque os produtos precisam chegar cedo nos restaurantes para que sejam produzidos para o almoço, por exemplo. Trabalho aqui há 53 anos. Tudo começou com a minha família. Eu nasci aqui. Hoje temos mais de 80 tipos de produtos e fazemos pesquisas para sempre buscar novidades e coisas diferentes", conta o agricultor e proprietário da Calusne Farms, Sérgio Donófrio.



Com 100 mil metros quadrados de área e 35 pessoas que formam o time de colaboradores, a Calusne possui diversidade de produtos. Por lá é possível encontrar alface, couve kale, tomilho, manjericão, hortelã e mini legumes. Entre as flores comestíveis há, por exemplo, brinco de princesa, capuchinha, amor perfeito, cravina, flor de mel branca e mini rosa. "Os chefs usam essas flores nos pratos ou para decorar as criações gastronômicas. Todas são comestíveis, mas para quem vai fazer o preparo em casa é necessário ter cuidado. Em algumas delas é necessário tirar a base porque não é agradável para consumo", alerta o agricultor. 

Semanalmente, o espaço produz de 5 a 6 toneladas de produtos. Além de abastecer as cozinhas de hotéis e restaurantes, a Calusne Farms também faz delivery para pessoas físicas. "Como estamos falando de produtos leves, que são folhosos, quando se fala em cinco e seis toneladas por semana é bastante coisa. Tudo o que produzimos é higienizado e depois embalado para os restaurantes e demais clientes. No caso do delivery, a pessoa escolhe como montar o kit dela e fazemos as entregas em casa", explica o agricultor ao falar sobre o serviço de entrega ao consumidor que surgiu como alternativa para driblar os problemas que surgiram com a pandemia do novo coronavírus. "Os restaurantes, que são nossos principais clientes, ficaram muito tempo fechados e com isso tivemos um grande impacto. Não paramos de produzir na pandemia e tivemos que dar conta dessa demanda produzida até porque não demitimos nenhum funcionário mesmo com a crise da pandemia. Foi daí que decidimos vender por delivery para os clientes. O pessoal foi divulgando e bastante gente passou a fazer os pedidos. Os blogueiros e influenciadores de gastronomia também ajudaram bastante nessa divulgação. Esse atendimento delivery cresceu muito e estamos mantendo esse tipo de atendimento com a demanda dos restaurantes", diz Sérgio.




Nem todos os alimentos cultivados são vendidos, mas o proprietário da produção rural diz que nada é perdido. "Alguns alimentos podem surgir com algum tamanho impróprio para venda, mas ele está bom para ser consumido. Para não jogar fora e evitar desperdícios, fazemos doações para o Mesa Brasil, projeto do Sesc Campinas que ajuda diversas entidades assistenciais. Os alimentos doados às entidades são repassados para famílias carentes. Aquilo que não está ideal para o consumo humano, a gente doa para produtores rurais que possuem animais como porcos e que comem esses alimentos. A água que usamos no processo de produção também é reaproveitada para lavar carros e chão. Nada é perdido. Inclusive até fizemos um lago aqui na propriedade rural com a água que vem da limpeza das hortaliças", comenta Sérgio ao falar sobre as iniciativas de assistência e sustentabilidade da Calusne.

Serviço

Quem quiser conhecer mais sobre a história do local pode acessar o site da Calusne. Também é possível saber mais sobre a rotina da produção rural pelo Instagram. Interessados podem fazer pedidos dos produtos pelo whatsapp (19) 9.8330.1050. Os kits com os itens variam de R$ 59,90 a R$ 69,90. Aliás, pelo Instagram dá para ver todos os produtos que a Calusne vende e os valores. Além disso, pela rede social a Calusne também informa os tipos de kits existentes. 



0

Por Blog da Hida •
23 maio 2020

Documentário mostra o caminho da criatividade no cérebro

Ser criativo e produzir coisas interessantes são características desejadas por diversas pessoas, mas será que todo mundo pode ser criativo? 

E eu vou além nessa pergunta: a criatividade é um dom que surge apenas para privilegiados ou todos nós temos essa capacidade? 

Fazer mural de colagem e inspirações é uma dica para exercitar a criatividade / Foto: Kaboompics

No documentário "Como o cérebro cria" - disponível via Netflix -, o neurocientista David Eagleman conta o bê-a-bá do processo de criação do cérebro humano. O filme tem 52 minutos de duração e reúne informações que Eagleman captou após estudar o cérebro do ser humano por mais de 20 anos.

Além de destrinchar como ocorre o processo criativo, o neurocientista mostra que a criatividade está em diversos segmentos como matemática, arquitetura, ciência, dança, música, natureza e também no cotidiano de uma cidade. Foi com criatividade, por exemplo, que o ser humano evoluiu da lenha para o microondas e é com criatividade que novos medicamentos são criados constantemente para resolver problemas de saúde. 

Durante as entrevistas do documentário, o neurocientista David Eagleman busca entender como acontece o processo criativo de profissionais como cientistas, músicos, inventores, animadores e arquitetos. Entre uma situação e outra da rotina de cada perfil, ele vai explicando tecnicamente o funcionamento do cérebro humano. 

Diferentemente dos animais, que reagem automaticamente aos impulsos, o ser humano busca possibilidades. A comida, por exemplo, é apenas alimento para um rato. Ele olha e vai comer. Mas para nós seres humanos a comida, além de alimento, pode ser muitas coisas como, por exemplo, obra de arte (vários artistas criam esculturas com alimentos), uma arma (não queira estar no meio de uma guerra de tomate) e até mesmo uma ferramenta de trabalho (os chefs gastronômicos sabem muito bem disso). Ou seja, o nosso cérebro recebe um estímulo e busca novos caminhos. Ele é projetado para quebrar barreiras. 

E é justamente por isso que devemos sempre buscar conhecimentos e experiências para criarmos conexões. Quanto mais somos estimulados, mais aguçada é a nossa capacidade de criação. Para transformar algo, você precisa de estímulo. Não tem como ser criativo se você buscar sempre o caminho mais óbvio e mais simples. Também é necessário buscar informações diversificadas e aprender cada vez mais. Criatividade é exercício que deve ser praticado diariamente. 

O documentário merece a sua atenção e se você for professor ou produtor de conteúdo, por favor, repasse isso para o seu público porque é um projeto incrível e que merece ser visto por todos aqueles que gostam de entender como a nossa cabeça funciona ou que buscam criar projetos inspiradores.

O filme é baseado em um livro de mesmo nome - e escrito por Eagleman, claro - que você pode comprar aqui. Além disso, o neurocientista tem outro livro muito bacana que chama "Cérebro - uma biografia", que dá para adquirir aqui
0

Por Blog da Hida •
21 maio 2020

Escritora lança livro de graça sobre poesia para crianças



Um beija-flor, uma menina, muitas perguntas e poesia para todo lado. O livro Maria Curiosa de Poesia, nova obra da escritora e publicitária Alda Nilma de Miranda que apresenta a poesia para as crianças de forma lúdica, leve e descomplicada, é lançado nesta semana em formato digital e pode ser baixado gratuitamente, visando levar cultura e encantamento às famílias em isolamento social.

“A ideia é espalhar poesia para crianças Brasil afora. Num momento em que o mundo atravessa uma fase difícil de isolamento e distanciamento, a intenção é buscar com que a poesia nos aproxime aos bons pensamentos e à redescoberta das inspirações do cotidiano. O mundo precisa de delicadezas”, afirma Alda Nilma de Miranda. Ciente da importância de levar aos pequeninos conteúdos positivos e criativos, a   autora busca, nesta edição especial da obra inédita, engajar crianças e adultos numa leitura divertida e recheada de alegria.

“Estávamos preparando o lançamento da edição impressa do livro quando fomos surpreendidos pela pandemia. Decidimos então mudar o formato e promover a estreia dessa divertida obra em uma versão especial em formato digital para distribuição gratuita”, conta. Ela explica que esta edição exclusiva será disseminada com ajuda de amigos que abraçaram a iniciativa, pessoas que acreditam na importância do livro infantil como ferramenta transformadora e fomentadora na cultura da paz.

Nesta história cheia de encantamento, a menina Maria resolve entender o que é poesia. As perguntas não param e são construídas a partir de elementos e curiosidades que integram o universo das crianças.

- Poesia tem cheiro? Tem cor? Tem tamanho? Que gosto a poesia tem? Onde a poesia dorme? Será que ela ronca?

Ao lado do amigo passarinho, cujas respostas instigam o imaginário infantil, a pequena Maria faz suas descobertas e se aprofunda, sem perceber, na linguagem poética do cotidiano.

“Poesia para ensinar poesia”, resume a autora. A intenção foi usar o formato poético no contexto do storytelling para apresentar às crianças esse gênero literário. “A proposta é aguçar a curiosidade e a imaginação, afinal, poesia é também um exercício de descoberta. É preciso exercitar o olhar e as percepções, as rimas são só um detalhe, uma brincadeira com os sons. Por isso a história passeia por coisas do dia a dia, pela fumacinha que sai da panela, pela massinha de modelar, pelas bolhas de sabão... é um caminho construído para que os pequeninos possam se identificar e perceber toda a poesia a sua volta, de um jeito simples, acessível”, explica Alda.

Ela acrescenta que houve todo um cuidado inclusive na escolha da imagem do beija-flor, Colibri serrirostris, conhecido como beija-flor-de-orelha-violeta ou beija-flor-cantador, que é uma espécie brasileira. As fotografias desta “personagem” de asas foram cedidas pelo fotógrafo de natureza Jarbas Mattos.

Para baixar o livro é só clicar aqui e pegar a sua edição gratuita. 

Texto, fotos e informações: Macchina Comunicação Empresarial

Escritora Alda Nilma de Miranda/ Foto: Divulgação

Capa do livro/ Foto: Divulgação
0

Por Blog da Hida •
17 maio 2020

Material de papelaria gratuito para download

Brindes são legais e todo mundo gosta! E você sabia que na internet é muito comum que produtores de conteúdo façam brindes de papelaria para que os leitores possam baixar e usar? São os chamados freebies. Os freebies basicamente são arquivos gratuitos, geralmente disponibilizados em formato PDF, com algum conteúdo bacana sobre diversos temas. 

Neste texto do blog vou apresentar freebies de papelaria. Vários produtores de conteúdo criaram adesivos, marcadores de página, organizadores e fichas de leitura para download gratuito. Acredito que esse material é muito útil e por isso vou reunir aqui links com freebies legais. Prepare o botão de download e boa diversão! 




Adesivos do Vitor Martins

O escritor e ilustrador Vitor Martins criou um perfil no Instagram para compartilhar dicas de bullet journal e papelaria. É o @journaldovitor. No perfil você consegue baixar adesivos lindos criados pelo Vitor e que vão servir para decorar diário, agenda, planner e bullet. 



Ilustrações da Mariana Luz

A artista visual Mariana Luz compartilha lindas ilustrações no perfil @mari.vidailustrada. Vale a pena seguir para acompanhar o projeto inspirador da Mari na internet. Além de projetos gráficos lindos, ela constantemente divulga freebies legais para baixar. Entre os itens gratuitos lançados pela criadora de conteúdo estão marcadores de página, organizadores, aviso de porta, desenhos para colorir e boneca de papel para recortar e montar. Muito fofo, né?! 




Ficha de leitura e planner semanal do Blog da Hida

Criei uma ficha de leitura muito bacana para registrar o andamento dos livros. Para baixar é só visitar esse texto aqui do blog. 

Aqui no blog você ainda encontra um planner semanal para download. Para baixar, acesse esse texto. 

2

Por Blog da Hida •
29 fevereiro 2020

Corrida: o que você precisa saber para a sua primeira prova


Se você está começando no mundo da corrida, mas ainda não participou de provas oficiais, é importante ter em mente como as coisas funcionam no dia do evento esportivo. Em linhas gerais, as corridas são semelhantes em segurança e apoio oferecidos aos atletas (ambulância, banheiro, guarda-volume), mas cada prova tem individualidades que garantem experiências únicas ao participante.

Eu corri 8 quilômetros na Corrida Oba Etapa SP

Em 2019 eu participei da Corrida Oba Etapa São Paulo. Foi o primeiro ano que a capital paulista recebeu a prova, que tradicionalmente já ocorre em Campinas e Brasília. O evento foi muito bacana e bem organizado. Para ilustrar esse conteúdo do blog, postarei fotos deste evento para que você entenda como é a estrutura de uma corrida de rua

O primeiro passo para participar oficialmente de uma corrida de rua é realizar inscrição. Para isso, você vai no site do organizador, paga taxa de participação e a partir daí terá acesso ao kit de corredor. Esse kit geralmente é formado por camiseta, número de peito, chip para cronometrar o tempo do corredor, medalha e voucher para acesso aos serviços que constam na infraestrutura do local, como, por exemplo, guarda-volume e frutas.

Alguns kits são ainda mais sofisticados e vêm com mochilas, meias, squeeze e outros acessórios, mas isso depende do tipo e proposta do evento. Por isso, é importante checar e ler o regulamento da corrida para evitar frustrações.

Com a inscrição realizada, é importante ficar atento ao dia da retirada do kit. Isso porque a maioria dos eventos exige que o atleta retire o kit antes da prova. Há organizadores que fazem entrega do material na data do percurso, horas antes da largada, mas isso não é regra. Vale lembrar que se a pessoa esquece de pegar o kit, ela não terá o dinheiro devolvido. Esqueceu, perdeu. Simples assim. 

Com o kit em mãos, é chegado o dia de participar da prova. Se for corrida noturna, geralmente o evento ocorre sábado, com largada no final do dia. Se for prova diurna, o percurso é realizado domingo pela manhã. 

É sempre importante chegar com antecedência para não correr o risco de perder a largada. Além disso, quem comparece cedo na arena faz amizades com outros atletas e tem a possibilidade de descobrir muitos serviços criados especialmente para corredores porque empresas e profissionais costumam expor isso nos eventos para divulgar os respectivos trabalhos.

Quem chega cedo também garante participação no aquecimento / Foto: Divulgação/Corrida Oba Etapa SP

Se estiver com vontade de fazer xixi, chegar com antecedência também garante que você possa usar os banheiros do evento para evitar desconforto no percurso.

Antes da largada, educadores físicos presentes na arena promovem momento de aquecimento, ritual importante que prepara o atleta para o percurso. Vale ressaltar que é fundamental que o participante já tenha uma rotina frequente de treinos. Outra dica: no dia da corrida é importante usar acessórios e tênis que você está acostumado. Se você usar no dia da prova um par de tênis que nunca foi testado nos seus pés, corre risco de enfrentar desconforto. Teste tudo antes do percurso oficial.

Aquecimento finalizado, é chegada a hora da largada. É nesse momento que os atletas se concentram na saída do pórtico para esperar o momento da corrida.

Quando a corrida começa, cada atleta segue seu ritmo e percurso, que muda de acordo com a distância escolhida.

Durante o trajeto o participante encontra pontos de hidratação, afinal, água é importante.

Depois que termina a prova e cruza a linha de chegada, o corredor pega a medalha. Em seguida ele é liberado para a área das frutas, onde pode consumir banana, maçã e afins.

Quem faz um tempo bacana pode subir no pódio e ser premiado.

Corrida é um esporte democrático, que reúne atletas de diversas idades. Para saber como treinar corretamente e o que comer e beber antes da corrida de rua, clique aqui e releia esse conteúdo que fiz com profissionais que abordam o assunto. 

Corrida é um esporte democrático, que reúne atletas de diferentes idades / Foto: Divulgação/Corrida Oba Etapa SP

Atleta encontra pontos de hidratação durante trajeto da corrida de rua / Foto: Divulgação/Corrida Oba Etapa SP

Lindas medalhas sempre aguardam os participantes que concluem os percursos. Merecido, né? / Foto: Divulgação/Corrida Oba Etapa SP

Depois que termina o percurso, participante encontra frutas e água na arena / Foto: Divulgação/Corrida Oba Etapa SP

Água na área VIP da Corrida Oba SP / Foto: Divulgação/Corrida Oba Etapa SP

Organizadores oferecem frutas aos atletas inscritos oficialmente / Foto: Divulgação/Corrida Oba Etapa SP
0

Por Blog da Hida •
27 fevereiro 2020

Ficha de leitura para baixar: registre os livros lidos

Eu já falei aqui no blog sobre o caderno de opiniões literárias da Imaginarium, mas se você está com o orçamento apertado e não tem como investir neste item por enquanto, preparei uma surpresa bacana: uma ficha de leitura para baixar gratuitamente

Com essa ficha você pode planejar e acompanhar o andamento da sua leitura de maneira simples e rápida. O melhor é que dá para imprimir quantas páginas você quiser.

Eu imprimi a minha numa papelaria do Centro de Campinas. O papel usado foi o couché, que é mais durinho, garantindo firmeza para escrever. Também optei pela impressão colorida para que as fichinhas ficassem diferentes entre si.

Eu coloquei 4 fichas no mesmo arquivo, então com uma impressão você consegue ter mais fichinhas. É só imprimir e cortar para separar.

Aqui em Campinas a papelaria cobrou R$ 2,50 por página para fazer a impressão.

Agora que você já sabe como funciona é só baixar e curtir bastante as suas leituras.

Clique AQUI para pegar a sua ficha :)

Compartilhe esse conteúdo com os amigos que amam literatura.

0
siga no instagram hidaianarosa
subir

Blogger © Blog da Hida

Referência: pipdig.co • Desenvolvido com por iunique