Início Sobre contato anuncie recomendo

'Temperos de Quintal' dão sabor a 9ª Restaurant Week


Com a proposta de popularizar pratos sofisticados e servir refeições que valorizam o produtor local, Campinas recebe a 9ª edição do Festival Restaurant Week entre os dias 13 de outubro e 5 de novembro. Inspirado no tema "Temperos de Quintal", o cardápio do evento é opção para reunir os amigos e curtir 34 restaurantes de Campinas e região.

No festival funciona assim: as casas participantes oferecem menus completos, compostos por entrada, prato principal e sobremesa, a um valor fixo. O almoço sai por R$ 41,90 e o jantar por R$ 54,90. Além disso, o consumidor tem a opção de incluir R$ 1,00 no valor da refeição, que será destinado à Associação Anhumas Quero-Quero, organização não governamental que apoia o desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens. 

Um dos restaurantes que participam da 9ª edição do festival de gastronomia é a Casa de Maria, bistrô contemporâneo que fica no distrito de Barão Geraldo, em Campinas

Bife de ancho é opção no cardápio da Casa de Maria / Fotos: Agência Masala

No lançamento da 9ª Restaurant Week eu pude conhecer uma das opções de refeições que serão servidas no jantar da Casa de Maria durante o festival gastronômico. Como entrada a minha escolha foi salada de folhas com creme de ricota, kinkan e pão sírio. O prato principal foi bife de ancho ao chimichurri, servido com purê de batata cremoso e brócolis. A composição da sobremesa foi doce de leite com sorvete de paçoca

Com boa comida, a Casa de Maria é um ótimo espaço para reunir os amigos porque é aconchegante. Para conhecer mais sobre o local, basta acessar o site do restaurante AQUI


Com tantas opções, a Restaurant Week é "uma boa pedida" para quem deseja conhecer lugares para comer em Campinas e região. No site do evento dá para consultar a lista de todas as casas que estão no festival e os menus completos que serão servidos até o dia 5 de novembro. 

SERVIÇO
9ª Restaurante Week Campinas

Quando: 13 de outubro até 5 de novembro/2017
Onde: 34 restaurantes participantes
Almoço R$ 41,90 (entrada, prato principal e sobremesa)
Jantar R$ 54,90 (entrada, prato principal e sobremesa)
Restaurantes e menus: http://restaurantweek.com.br/evento/campinas




Essa é uma dica da coluna Pé na Rua, criada para apresentar aqui no Blog da Hida opções de atividades de lazer para fazer em Campinas e região.
Continue Lendo

Resenha: Mãe Sem Manual - Editora Belas Letras


Divertido, informativo e direto são três adjetivos que definem perfeitamente o livro Mãe Sem Manual, escrito pela jornalista Rita Lisauskas e publicado pela editora Belas Letras, parceira do Blog da Hida.

Com humor e prestação de serviço, o livro fala sobre o universo materno de forma real, apresentando todos os medos, dúvidas e experiências que cercam a chegada de um filho.

A obra é formada por temas centrais como a descoberta da maternidade, as agruras e doçuras da gestação, exames, o momento do parto e o processo de amamentação. Além disso, a autora discorre sobre a dificuldade que as gestantes enfrentam com palpites e comentários como “Nossa, você é nova demais, não tem maturidade para ser mãe. Esse bebê vai acabar sendo criado pela avó” ou “Grávida nessa altura da vida? Você está velha, já!”.


A proposta do livro é mostrar que mães também erram e nem por isso vão deixar de ser mães. Aliás, em todos os capítulos a autora vai desconstruindo todas as regras impostas à maternidade e mostra que cada mulher é livre para criar o seu caminho, sem ter que seguir um manual determinando o que deve ou não ser feito.

O texto é gostoso de ser lido, tornando o livro uma conversa franca e sem rodeios.

O projeto gráfico da obra é outra característica que merece elogio porque a diagramação de Mãe Sem Manual facilita a leitura com a presença de caixas informativas e ilustrações dinâmicas.

Além de ser excelente aquisição para a biblioteca pessoal, o livro é um bom presente para aquela amiga querida. É possível comprar pelo site da Editora Belas Letras (clique aqui). Para saber mais sobre a escritora Rita Lisauskas, basta acompanhar o blog Ser mãe é padecer na internet.

SERVIÇO
Livro: Mãe Sem Manual
Editora: Belas Letras
Preço: R$ 39,90
Onde comprar: no site da editora

Continue Lendo

Como ler textos gratuitos no celular


Os celulares estão por todos os lados. Pesquisa realizada pela FGV-SP (Fundação Getúlio Vargas de São Paulo) estima que até o fim de 2017 o Brasil terá um smartphone por habitante. Atualmente, aponta o estudo, o país possui 198 milhões de celulares em uso. A expectativa é que até outubro o número de aparelhos móveis ativos no Brasil seja de 208 milhões. 

E já pensou que legal seria ter a oportunidade de ler textos gratuitos no celular? Essa é a proposta do Leitura de Bolso, aplicativo que compartilha trechos literários de até cinco minutos para serem lidos no smartphone. Para ter acesso ao conteúdo basta baixar a ferramenta na loja do seu dispositivo.


A versão do Leitura de Bolso em aplicativo para celulares foi criada em julho deste ano - até então, o projeto compartilhava os textos por listas de transmissão no WhatsApp.

Com a mudança de plataforma, a partir de um login simples o usuário do Leitura de Bolso consegue acessar trechos literários e formar um histórico de leituras. O app também dá a possibilidade de "favoritar" os textos preferidos e adotar configurações personalizadas como aumentar o tamanho da letra e ativar o modo noturno de leitura, permitindo que a tela do celular fique com o fundo preto e texto branco.

Os erros, porém, causam descontentamento: em alguns momentos a ferramenta não reconhece login e senha do usuário, inviabilizando o acesso. Usar a conta do Facebook - alternativa para "logar" no app - também é um recurso que costuma "bugar" porque o login trava. Quando isso acontece, o jeito é deixar o celular de lado, pegar um livro físico e curtir a leitura tradicional, que não falha e nunca vai sair de moda. 





SERVIÇO

Aplicativo Leitura de Bolso
Valor: gratuito
Onde: para usar o app basta fazer o download na loja do seu celular
Para saber mais: clique AQUI para visitar o site do projeto
Continue Lendo

Como é o processo de fabricação do café


A água aquecida passa pelo coador, levando os tons escuros do café para o bule. O aroma invade o ambiente, despertando a criatividade e deixando as conversas mais acolhedoras. Contudo, existe um longo processo industrial para que uma das bebidas mais tradicionais do mundo possa fazer parte do nosso cotidiano. Após a colheita, o café passa por secagem, torra, moagem e depois é levado para a embalagem. Logo em seguida o produto vai para as gôndolas dos supermercados, até chegar na sua xícara. O Blog da Hida visitou a fábrica Café Canecão, localizada no bairro São Bernardo, em Campinas, para conhecer os segredos da produção do café. Acompanhe, a seguir, como é o processo de fabricação do café.

Natal Martins, diretor de Marketing da empresa Café Canecão, explica processos de produção / Foto: Franciely dos Santos
O Café Canecão é uma empresa 100% brasileira que vai fazer 55 anos em julho. Desde 1962 a marca é responsável pela torrefação, moagem e comercialização de cafés e outros produtos que levam a qualidade Café Canecão. Aliando tecnologia, inovação e o conhecimento de profissionais que conhecem os melhores processos de seleção de grãos, o Café Canecão investe continuamente na qualidade e desenvolvimento de seus produtos. Sua moderna fábrica em Campinas, em São Paulo, produz diariamente 10 toneladas de café beneficiado e pronto para o consumo, abastecendo os principais mercados do interior paulista. [Fonte: Site Café Canecão]
Café torrado / Foto: Franciely dos Santos
Entre os diversos produtos oferecidos aos clientes, o Café Canecão tem a linha Orchestra Café, um blend especial de grãos selecionados 100% Arábica, elaborados em ponto de torra média, que proporciona acidez mais equilibrada, aroma e sabor marcantes. Esse produto é vendido apenas pela loja virtual Café Canecão e pode ser encontrado em três tipos de moagens: pulverizada ultrafina (compatível para ser preparada em Ibrik - café turco), clássicas (superfina, fina, média e grossa - compatíveis com coador de pano, filtro de papel, máquina de café espresso com porta filtro e cafeteira) e americanas (regular, grossa e extragrossa - compatíveis com prensa francesa e cafeteira elétrica). "As moagens mais finas têm um café mais forte. Já as mais grossas têm um café mais suave. É o mesmo café, mas a forma da moagem muda a intensidade", explica a analista de Qualidade da empresa Café Canecão, Adriana Ogata.

"O nome Orchestra tem tudo a ver com harmonia, balanço. É um produto especial, que foi pensado em ser vendido pela internet, em pequenas quantidades", explica o diretor de Marketing do Café Canecão, Natal Martins, ao comentar sobre a proposta da linha Orchestra. 

Os três tipos de moagens e as suas respectivas modalidades / Foto: Franciely dos Santos



Ainda segundo Martins, a empresa vende 300 toneladas de café por mês, mas antes de ser comercializado o produto passa por etapas mecanizadas como secagem, torra e moagem. Após pronto, o café é submetido a testes e classificação que são feitos pela equipe de qualidade. Cada lote do produto tem amostras que são armazenadas por um certo tempo para que a empresa tenha registro da qualidade do que foi produzido. O Café Canecão tem 12 degustadores sensoriais que realizam análises nos produtos para checar aromas e intensidade do café produzido na fábrica. "Guardamos amostras de tudo o que é feito para ter um controle maior dos processos", conta o diretor de Marketing.

O que mais me surpreendeu durante a visita nas instalações da fábrica foi o processo de embalagem do café. Eu achava que isso era feito manualmente por uma pessoa que selecionava os "saquinhos" e depois pesava para saber se estava colocando a quantidade correta do produto. Mas não, gente, tudo é mecanizado e automático. Quando descobri isso percebi na prática o significado da expressão "SABE DE NADA, INOCENTE!". Saí de lá com cara de UAU! QUE IRADO! Explico: existe um cilindro com as embalagens já impressas. O equipamento vai dispensado o tamanho da embalagem suficiente para formar um pacote de determinada quantidade de café e logo em seguida o produto vai sendo embalado. Após tudo isso, uma outra máquina vai formando lotes com dezenas de cafés já embalados. Acompanhe nas imagens:

Embalagens usadas para o café / Foto: Franciely dos Santos

O café sai embaladinho, lindinho :) / Foto: Franciely dos Santos

Bem que poderia ter um jeito de enviar vários lotes desse para a minha casa / Foto: Franciely dos Santos
Após a embalagem, o café vai para o estoque e depois é distribuído para os supermercados e demais clientes. O estoque, inclusive, sempre conta com lotes estratégicos para sempre manter a produção e entrega em dia. 

É tudo meu! Tudo me pertence! Só que não! HAHAHA / Foto: Franciely dos Santos

O café sempre fez (e faz) parte da minha rotina. É uma bebida que me acompanha nas conversas com os amigos, no processo de produção de textos, no frio, no calor e em vários outros momentos. Quando recebi o convite da Andrea Vargas, da Agência Ágata Com, para conhecer a fábrica Café Canecão fiquei muito feliz porque iria produzir conteúdo diferente e interessante para o blog e também realizaria o sonho de saber como é o processo de fabricação do café. Foi uma experiência bacana e espero que você, leitor do Blog da Hida, tenha gostado. Além da Andrea e todo o pessoal da empresa Café Canecão, que me recebeu muito bem, deixo um agradecimento especial para a Franciely dos Santos, fotógrafa parceira do Blog da Hida responsável pelas fotos do post. Na foto abaixo, da esquerda para a direita: Adriana Ogata (analista de Qualidade do Café Canecão), Érica Araium (Blog Diálogos Comestíveis), Natal Martins (diretor de Marketing do Café Canecão), eu, Carla Falcão (Blog Amigas na Cozinha) e Helem Souza (Blog Amigas na Cozinha). 

Continue Lendo

'Lute pelo seu sonho', aconselha escritora Isabela Freitas


Autora dos livros "Não se apega não", "Não se iluda não" e "Não se enrola não", a escritora mineira Isabela Freitas, 26 anos, estará no Teatro Iguatemi Campinas no sábado, dia 15 de abril, para apresentar o monólogo "Desapega". O espetáculo, conta Isabela em entrevista ao Blog da Hida, "significa a realização de um sonho"

Quem for ao monólogo vai encontrar uma mulher abrindo seu coração, disposta a ouvir e abraçar a todos que assistirem a sua peça. "Desapega" é um show motivacional que vai marcar a vida do público e enfatizar processos de relacionamento e autoestima.

Isabela faz parte do grupo de influenciadores digitais que aproveitaram o impulso proporcionado pela internet para empreender no mundo off-line com a produção de livros, séries de TV e espetáculos teatrais. Quando questionada sobre dicas para jovens que desejam criar projetos próprios, a escritora sugere uma mistura de sentimento e autenticidade. "Tenha um sonho e lute pelo seu sonho. Quando eu escrevi o meu primeiro livro eu apenas queria escrever um livro. Porque era o meu sonho. Então eu coloquei todo o meu empenho nele, o meu amor, o meu coração. E as pessoas reconheceram isso. Tudo que você dá o máximo de si volta como um retorno", avalia Isabela.

Ainda segundo a jovem, os adolescentes de hoje têm mais preocupações que podem prejudicar a autoestima. "É o último visto do WhatsApp, tick azul, a foto que fulano postou, as curtidas da outra foto, os comentários da ciclana, a indireta que você recebeu. Com o avanço das redes sociais a gente tem muito mais preocupações em um relacionamento do que tinha anteriormente. Está tudo muito fácil, sabe? Se você quer um encontro é só instalar o Tinder. E tudo que é muito fácil perde o seu valor. Infelizmente. Fico muito triste de ver o amor perdendo a importância que ele realmente tem", afirma Isabela.
Com duração de 60 minutos, o monólogo "Desapega" pode ser visto por pessoas acima de 14 anos. A apresentação de sábado começa às 19h e custa R$ 90 (inteira) e R$ 45 (meia). É possível comprar os ingressos na bilheteria do Teatro Iguatemi Campinas (avenida Iguatemi, 777, Vila Brandina, Campinas. Telefone 19.3294.3166) e também pelo site Ingresso Rápido.
Continue Lendo

Professora ensina matemática com técnicas circenses


Para aqueles estudantes que têm mais facilidade com as disciplinas de Humanas, a matemática pode ser um “bicho de sete cabeças”. Mas foi pensando em tornar a matéria mais acessível e interessante que a professora Leila Graziela de Mendonça e Castro, que leciona na Escola Estadual Professor Djalma Octaviano, no Jardim Pauliceia, em Campinas, decidiu usar truques de mágica e técnicas circenses para atrair a atenção dos alunos durante o ensino de matemática.

A ideia de usar as técnicas do circo surgiu durante um período que passei em Portugal e pude conhecer esse método. Para implantar isso na escola eu conversei com a professora de Língua Portuguesa, Cláudia Di  Risio, e juntas criamos uma atividade interdisciplinar. Eu auxilio os alunos com as técnicas que envolvem números e ela ajuda na parte de criação dos textos. No final do semestre os alunos apresentam isso para a turma, conta a professora Leila.

O método, segundo a docente que ajuda Leila, é bem recebido pelos estudantes. Isso melhora até no aprendizado dos alunos, relata Cláudia.

A estudante Laura Baccetto, que está no 3º ano do Ensino Médio, diz que pretende cursar Engenharia Civil na graduação e recebeu muito bem a técnica de ensino das professoras da escola estadual. Foi muito legal porque pudemos receber conhecimento de um jeito divertido. Eu quero estudar engenharia e o ensino de matemática é muito importante, defende a jovem.

Da direita para a esquerda: Michael, Leila, Cláudia e Laura/ Foto: Luciano Claudino/Código 19
Continue Lendo

Seis livros da editora Belas Letras que você precisa ler


2017 tem sido um ano maravilhoso para o Blog da Hida. Estou tendo a oportunidade de contar boas histórias como essa dos barbeiros que cortam gratuitamente cabelo de moradores de rua e também pude fidelizar muitas parcerias bacanas. Uma dessas parcerias é com a Belas Letras, editora que publica livros criativos, que conectam nós, leitores, com os assuntos que mais amamos. Meu coração bateu forte quando saiu a lista de parceiros e descobri que tinha sido selecionada.

Em abril vou receber o primeiro kit da editora e depois volto para contar essa experiência para vocês, mas enquanto isso não acontece quero explicar um pouco sobre a história da Belas Letras e apresentar os livros que já estão na minha wishlist literária. Em manifesto publicado no site da editora é possível perceber o quanto a Belas Letras valoriza a leitura de qualidade, a leitura que enobrece e traz sentido ao dia a dia do leitor. A partir daí fica fácil perceber que as obras da Belas Letras são criativas, inovadoras e recheadas de informação e serviço.

Separei seis livros da editora Belas Letras que têm capas lindas e conteúdo excelente. Anote na sua lista de "livros que preciso ler". [Clique nos títulos dos livros para ser redirecionado ao site com valores, sinopse e como comprar]

Continue Lendo
© Blog da Hida | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.