Início Sobre contato anuncie recomendo

5 livros para ler em 2018


Sempre gostei de ler todos os estilos literários e neste ano estou ainda mais disposta a conhecer novas narrativas e autores diferentes. O meu aniversário está chegando (alô, 27 de março!) e neste post quero listar cinco livros que estão na minha lista de desejos. Coloquei as sinopses originais para que você conheça um pouco sobre cada obra que escolhi. Já leu algum desses? Me conte nos comentários.

  1.  Batman Terra Um [Volume 2/ Panini Books]: A mudança está chegando a Gotham City. Depois da morte do prefeito Oswald Cobblepot e do surgimento do Batman, uma nova aurora lança sua luz sobre essa cidade conhecida pelo crime e corrupção. A nova prefeita Jessica Dent e seu irmão, o promotor Harvey Dent, juntam-se ao Batman e ao detetive Jim Gordon em sua cruzada contra os elementos criminosos da metrópole. Mas uma nova ameaça surge: uma que gosta de brincar de adivinhações. Erre a resposta e você morre. Este segundo volume da bem-sucedida BATMAN: TERRA UM une novamente o roteirista Geoff Johns e o artista Gary Frank e apresenta aos leitores alguns consagrados inimigos do Batman mas envoltos em conceitos e reviravoltas que constroem uma nova e incrível mitologia para um dos personagens mais famosos da ficção recente.

  2. Mas você vai sozinha? [Gaía Passarelli/ Globo Livros]: “Mas você vai sozinha?” Que mulher nunca ouviu essa pergunta logo depois de anunciar que faria uma viagem solo? Seja em outro continente ou numa cidade do interior de São Paulo, é sempre um ato de coragem decidir conhecer um lugar por conta própria. Geralmente, sentimos como se devêssemos aos outros motivos e porquês de tomar uma decisão tão prazerosa como a de se jogar no mundo. Neste livro, a autora Gaía Passarelli conta com sinceridade e bom-humor sobre suas aventuras sozinha pelo mundo afora. Ela não vai nos dizer para largar tudo e sair por aí, nem sobre sermos cool em Nova York. Estas são histórias sobre ser consolada por um xamã andino, molhar os pés nas águas do mar no extremo sul da Índia e dormir debaixo de uma mesa de bar no Texas. Acima de tudo, este é um livro que fala sobre ser mulher e, ao mesmo tempo, ser livre para viajar por aí sem companhia, sem medo e sem preconceito. O livro traz ilustrações da artista paulistana Anália Morares.

  3. Ninguém vira adulto de verdade [Sarah Andersen/ Seguinte]: As tirinhas certeiras de Sarah Andersen registram lindos fins de semana passados de pernas pro ar na internet, a agonia de andar de mãos dadas com alguém de quem estamos gostando (e se os dedos ficarem suados?!), a longa espera diária para chegar em casa e vestir o pijama, e a eterna dúvida de quando, exatamente, a vida adulta começa. Em outras palavras, este livro é sobre as estranhezas e peculiaridades de ser um jovem adulto na vida moderna. A sinceridade com que Sarah Andersen lida com temas como autoestima, timidez, relacionamentos e a frequência com que lavamos o sutiã torna impossível não se identificar com esses quadrinhos hilários e carismáticos.
  4. Quinze dias [Vitor Martins; Globo ALT]: Felipe está esperando por esse momento desde que as aulas começaram: o início das férias de julho. Finalmente ele vai poder passar alguns dias longe da escola e dos colegas que o maltratam. Os planos envolvem se afundar nos episódios atrasados de suas séries favoritas, colocar a leitura em dia e aprender com tutoriais no YouTube coisas novas que ele nunca vai colocar em prática. Mas as coisas fogem um pouco do controle quando a mãe de Felipe informa que concordou em hospedar Caio, o vizinho do 57, por longos quinze dias, enquanto os pais dele estão viajando. Felipe entra em desespero porque a) Caio foi sua primeira paixãozinha na infância (e existe uma grande possibilidade dessa paixão não ter passado até hoje) e b) Felipe coleciona uma lista infinita de inseguranças e não tem a menor ideia de como interagir com o vizinho. Os dias que prometiam paz, tranquilidade e maratonas épicas de Netflix acabam trazendo um turbilhão de sentimentos, que obrigarão Felipe a mergulhar em todas as questões mal resolvidas que ele tem consigo mesmo.
  5. Uma bolota molenga e feliz [Sarah Andersen/ Seguinte]: Você está pronta para usar um biquíni? Acha que precisa comer mais couve e fazer ioga? Esqueça tudo isso. É muito melhor ser uma bolota. Uma bolota molenga e feliz! As incríveis tirinhas de Sarah Andersen são para nós, que não economizamos dinheiro na livraria, vivemos à base de café, deixamos tudo para a última hora, somos especialistas em roubar o blusão alheio, não sabemos nos comportar em situações sociais e insistimos em pensar demais. Esta segunda coletânea continua exatamente onde a primeira parou: debaixo de uma pilha de cobertas, evitando as responsabilidades do mundo real. Este volume traz tiras que acompanham os altos e baixos da montanha-russa implacável que é o começo da vida adulta, além de ensaios ilustrados sobre experiências pessoais da autora ligadas a ansiedade, carreira, relacionamentos e amor por gatinhos.
    >> A primeira foto deste post é do site Kaboompics <<

2 comentários:

  1. Oi, Hida!
    Olha só, aniversariante do mês!

    Então, dos livros que você listou já li QUINZE DIAS e gostei, super indico.
    Quero muito ler "Ninguém vira adulto de verdade" e "Uma bolota...". Essa autora é ótima nas situações e críticas que coloca nos seus quadrinhos. Você vai rir bastante.

    Bjão,
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Ganhei o "um bolota" e estou rindo muito hahaha Achei fofo!

      Excluir

Hey! Obrigada pela visita :) O seu comentário é muito importante para mim!

© Blog da Hida | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.