Início Sobre contato anuncie recomendo

Guinadas

Então a indecisão traz seus próprios adiamentos. E dias são perdidos lamentando outros dias perdidos. Estás a sério? Aproveite neste mesmo minuto. O que você pode fazer, ou sonhar que pode, comece já. A audácia tem dentro dela genialidade, poder e magia.(Johann von Goethe)

Eles não leram Goethe (pensador alemão que viveu entre os anos 1749 e 1832), mas foram audaciosos e fizeram o que o pensador escreveu lá atrás. Viviane Ávila, 40, trabalhou por 20 anos como executiva no mercado corporativo, mas ficou doente por causa das atividades e largou tudo para abrir uma confeitaria. Nelson Santini, 33, atuou por 10 anos nas tropas de elite da PMESP (Polícia Militar do Estado de São Paulo), porém, após a morte do pai pediu licença da corporação para liderar a empresa de segurança da família.

Viviane e Nelson não se conhecem, mas têm uma característica em comum: redefiniram a rota e seguiram uma nova trajetória em busca de melhores condições de vida e saúde. (Leia mais no box verde com as fotos)

Encontrar a luz no fim do túnel e mudar a rotina não é fácil, explica a psicóloga Lilian Peretti Alves. Seja um casamento que não está dando certo, um curso que não satisfaz ou uma doença, a pessoa geralmente espera chegar em um limite para só depois tomar uma atitude e isso não é o correto. O importante é conhecer a si mesmo. Quando você se conhece, sabe onde pode mudar e como deve começar essa mudança, conta a psicóloga.

Fim de ano é uma época boa para isso. Esperançosas com a nova chance que nasce, as pessoas costumam colocar no papel tudo aquilo que precisam fazer. É o momento de deixar para trás aquilo que não funciona, que entristece, que não deu certo. É a partir daí que a pessoa recebe coragem e energia para mudar o que não satisfaz e o que não faz bem, recomenda a especialista.

E, como sugere a frase de Goethe no início desse texto,o que você pode fazer, ou sonhar que pode, comece já. A audácia tem dentro dela genialidade, poder e magia.

Viviane Ávila saiu do mercado corporativo para abrir uma confeitaria. / Foto: Eduardo Carmim
Vai ser ridículo se eu falar que não tive medo porque eu tive medo sim. Tive medo de não dar conta. É uma mudança que assusta porque antes eu ganhava dez vezes mais do que ganho hoje, mas quando saí do ramo corporativo e decidi empreender, ganhei mais saúde, mais vida, mais alegria. Nenhum dinheiro do mundo paga isso, comemora Viviane. E a guinada, conta a empresária do ramo alimentício, ocorreu de maneira despretensiosa. Eu respirava o meu antigo trabalho e não tinha tempo para nada. Teve um dia que o meu chefe enfartou e morreu na minha frente. Após isso, automaticamente me colocaram no lugar dele e fui ficando doente. Decidi fazer um curso de gastronomia para relaxar e percebi que poderia transformar isso na minha fonte de renda. Hoje faço o que eu quero e vivo a vida do meu jeito. Tenho demandas a cumprir, mas tudo é mais leve. Hoje eu consigo até dormir, brinca Viviane ao comentar os benefícios da mudança.
Nelson Santini saiu da Polícia Militar para tomar conta da empresa da família / Foto: Denny Cesare
Antes de dar o "pulo do gato" e largar a PM (Polícia Militar) para encarar uma vida nova, o tenente Nelson Santini também enfrentou desafios. Eu comandava a Força Tática da polícia e depois fui para a Rota. É uma vida de sacerdócio. Você tem que se doar para isso. Nesse período, meu pai ficou doente e eu vim para Campinas para ser um dos fundadores do 1º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia). Meu pai piorou e morreu. Aí eu pedi licença para me dedicar mais à minha família e também cuidar da empresa de segurança que era do meu pai. A decisão foi muito difícil, mas fui escolhido , herdei um patrimônio e não poderia abandoná-lo, portanto decidi assumir, conta o empresário.
Há três meses fora da PM, Santini já consegue mensurar as novas conquistas. Hoje consigo dar atenção à minha esposa, família, tenho finais de semana livres e faço viagens regulares. São coisas que parecem simples, mas que eu não podia fazer antes, relata.
Continue Lendo

Diversão literária

Via Pinterest

Com 22,6 mil curtidas no Facebook, a página literária Devolva meu livro, por favor é gerenciada pela estudante de Matemática Fernanda Chamilete Ceciliano, de 19 anos, que atualiza a rede com frases sobre livros, resenhas e sugestões de desafios literários. E a missão de cuidar da "Devolva", conta Fernanda, ocorreu de maneira inesperada. "Eu tinha a ideia de criar um blog literário, que nem teria esse nome. Eu já tinha ideias para o design do blog e só estava faltando um empurrãozinho para dar coragem de começar. Um dia acabei vendo uma publicação numa página que dizia algo do tipo: tenho outra página literária, mas não estou tendo tempo para administrar e não quero que ela fique parada. Se alguém tiver interesse em ficar com ela, pode comentar o motivo. O motivo para mim era claro! Era o empurrãozinho que faltava! Comentei que tinha interesse e o criador da página acabou me escolhendo para ficar com ela. Isso foi no começo de 2014 e na época ela tinha cerca de 2,5 mil curtidas", relembra a estudante.


Além de ganhar seguidores, de lá para cá a página recebeu posts com pitadas de humor. "O objetivo é mostrar que a leitura pode ser uma forma de diversão. Por isso a maioria das publicações é engraçada e acaba chamando a atenção dos leitores. A página também tem o objetivo de mandar indiretas, ou diretas mesmo, para os devedores de livros. Tanto que hoje o por favor do nome vem acompanhado de um taco de beisebol", brinca Fernanda.


E como nem tudo nessa vida é flor, a jovem admite que há dificuldades para manter a página literária. "A parte mais difícil está sendo administrar o tempo entre trabalho, faculdade, blog e página. Mas quando se quer dá um jeitinho. Outra parte que é um pouco difícil é criar conteúdo diferente do que já tem por aí. E no fim algumas páginas ainda removem os créditos da Devolva meu livro, por favor e postam como se elas tivessem produzido o conteúdo. Mas os leitores já conhecem de longe as publicações pelo padrão de cores e me falam quando alguma página faz isso", explica Fernanda ao falar sobre o plágio no ambiente virtual.
Clique AQUI para acompanhar a Devolva meu livro, por favor no Facebook, AQUI para ser redirecionado ao Skoob e AQUI para fazer parte do grupo literário da página. Também é possível seguir pelo Instagram @fcceciliano.

E você que está fazendo o planejamento de leituras para o próximo ano, que tal participar do desafio literário da Devolva meu livro, por favor? A proposta do desafio, explica Fernanda, é que ele não tenha regras. É uma meta de leitura que não impõe "leia ESSE livro". Para participar, a pessoa precisa ler 24 livros em 2016. "Mas não necessariamente serão dois livros por mês. Você pode ler um em um mês, três no outro. E você não precisa seguir a ordem das dicas. Isso seria muito chato. Nada impede de ler um livro sugerido na dica 5, depois 14, depois o 20. Quem manda é você. E se você quiser um que tenha dinossauros e não unicórnios, vá em frente. O desafio é só uma forma de ajudar quem tem dificuldade de escolher qual será o próximo livro", esclarece Fernanda.
Veja o cronograma do desafio
As fotos desse post foram retiradas da página Devolva meu livro, por favor
Continue Lendo

Nova colunista

Quem acompanha o Blog da Hida deve se lembrar da publicação que contou a história de duas pessoas que vivem numa Kombi (clique AQUI para relembrar). E a Karine Kerr, também moradora da Kombi, é a nova colaboradora de viagens aqui do blog. Toda semana ela trará uma novidade de turismo para os leitores. AQUI e AQUI é possível conferir dois textos que a Karine fez com dicas para economizar durante as viagens. E, enquanto a Karine prepara conteúdo novo para 2016, conheça um pouco sobre o perfil dela. Boa leitura!

Arquivo pessoal

Karine Kerr, 31 anos, já nasceu nômade. Filha de uma gaúcha e um paulista, nasceu no Ceará e foi criada no Rio Grande do Sul. Depois disso já morou em São Paulo, Florianópolis, Alto Paraíso de Goiás, mas o seu desejo mesmo era não morar em lugar nenhum e sim viver pelo mundo. 

Após uma viagem de carona pelo Brasil, em 2008, sabia que não podia fazer outra coisa, e que a rotina não era para ela. Tentou durante algum tempo levar a vida dita “normal”: faculdade, família, trabalho. Nunca terminou a faculdade (tentou três diferentes), a “família” não deu certo e o trabalho em escritório parecia cada vez menos uma opção real. Em 2013 decidiu não lutar mais contra quem é de verdade e abraçar o nomadismo como seu estilo de vida.

Na bagagem, agora, muito conhecimento. Já visitou, nesses quase 3 anos de estrada, 16 países, incontáveis cidades, tendo viajado de carona, bicicleta, ônibus, trem... Boa parte da América do Sul, Brasil Central, diversos países Europeus, tudo isso já foi conquistado por essa aventureira, que ainda quer mais. “O mundo é grande demais e minha curiosidade maior ainda. Quero conhecer pessoas, lugares, culturas, comidas, artes, quanto mais melhor!” diz ela, que iniciou no começo de novembro uma nova fase em sua vida. 

Ela e o companheiro viajam/vivem em uma Kombi, apelidada de “Pirata”. O objetivo agora é desbravar o interior do Brasil, ir até aqueles lugares totalmente fora das rotas turísticas, cidades pequenas, mas de gentes grandes.

Para se sustentar na estrada, criatividade: Karine costura à mão artigos diversos, vende as fotografias que faz pela estrada, pega trabalhos temporários, vende brigadeiros em parceria com o companheiro. Além disso, eles diminuem os gastos usando meios de troca de hospedagem, acampando, praticando o “freeganismo” quando possível e, principalmente, evitando o consumismo exagerado. Pelo caminho Karine fotografa tudo. Registra tudo que vê e conta histórias através de imagens. 

Com muita experiência de vida (e da vida na estrada), ela agora será colaboradora semanal no Blog da Hida. Dicas, experiências pessoais, comidas, culturas, novidades, tudo sobre o mundo das Viagens.
Acompanhe a Karine pelas redes sociais:
- www.facebook.com/projetoalternativa
- Instagram @projetoalternativa
- www.projetoalternativa.com
- www.flickr.com/people/projetoalternativa/
email: karinekerr@projetoalternativa.com
Continue Lendo
© Blog da Hida | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.