Início Sobre contato anuncie recomendo

Caçadores de histórias

Rico ou pobre. Jovem ou idoso. Todo ser humano tem uma história e cada história revela um pouco sobre a vida de uma pessoa. E foi pensando em dar visibilidade para histórias de vidas invisíveis, que em março de 2014 um grupo formado por cinco amigos criou a SP INVISÍVEL, página no Facebook que reúne relatos de moradores de rua. Publicados sempre em primeira pessoa, os textos têm a finalidade de motivar um olhar mais humano na sociedade.

Com 273,3 mil curtidas, a página é mantida e atualizada por Vinícius Lima, André Soler, Marina Vancini, Gabriel Marques e Cesar Rota, que todos os domingos de manhã saem para coletar entrevistas e fotos de pessoas que vivem nas ruas de São Paulo. "A página tem um objetivo de conscientização. Queremos abrir os olhos, a mente e o coração da população para as pessoas que estão em situação de rua. A causa não são os moradores de rua diretamente, mas a sua visibilidade e a visibilidade de todos os excluídos", conta Vinícius Lima.

Ainda segundo ele, cinco pessoas já conseguiram sair das ruas depois que tiveram as histórias de vida compartilhadas na página. "O pessoal [da página] gosta quando alguém volta pra casa e nós conseguimos reencontrar e eles nos contam as novidades", relembra Lima.

Abaixo, acompanhe um dos relatos que já apareceram na página SP Invisível.
A HISTÓRIA DE RICHARD
Richard saiu de casa porque brigou com a mulher e hoje vive na rua / Foto: SP Invisível

"To aqui na rua há três dias só. Vim porque a minha mulher terminou comigo. Minha relação com ela não era muito boa, da minha parte era tranquila, mas ela não gostava porque eu bebia demais. Ela já tinha me dado várias chances, mas eu não parava. Teve um dia que ela se estressou e acabou com tudo. Meu nome é Richard. Aqui na rua procuro ficar longe do pessoal que usa muita droga porque eu só bebo. Um dia, um cara foi me oferecer crack e eu dei uma porrada nele. Eu quero achar uma clínica e conseguir um emprego, sou pintor de carro. Vim só com 150 reais e to me virando. O último emprego eu também perdi por causa da bebida, chegava atrasado, bêbado e cheirando álcool. Comecei a beber quando eu tinha 13 anos, acompanhava meu pai na sinuca, ficava olhando e ele enchia o copo dele de 51 e falava pra eu tomar porque era docinho. No começo, não gostava, mas fui acostumando e hoje não paro. Não quero voltar pra minha mãe porque já to velho e meu padrasto não gosta de mim, e meu pai tá com problema de saúde.
Eu quero parar de beber e vou conseguir. Tem um cara da banda de forró que eu participava que bebia mais que eu e hoje não enfia uma gota de álcool na boca. Deus me deu muitos dons e eu não posso desperdiçar, tenho que usar eles pro bem." #SPinvisível #SP
Saiba mais: para ler outras histórias é só clicar AQUI e conhecer a página.

9 comentários:

  1. Oi Hida!
    Que projeto interessante! Acho muito legal poder dar voz a essas pessoas que muitas vezes são invisíveis. Espero que o Richard consiga parar de beber e arranje um emprego para sair da rua.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sora! Obrigada pela visita! Adorei a sua participação :) A página é interessante. Visite depois ;)

      Excluir
  2. O projeto é realmente bem interessante. Acho ainda mais bacana a sua atitude em divulgar essa realidade por aqui.
    Imagino que não deva ser fácil nem pra pessoa e nem pra família (saber que um ente querido está nessa situação).
    Que o Richard e muitos outros mantenham a força de vontade de se recuperar e voltar a ter uma vida verdadeiramente digna.

    beijo
    Juro de Mindinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Laura! Obrigada pela visita :) De fato, a vida de quem mora nas ruas não é fácil. O pessoal enfrenta falta de segurança e muito preconceito :(

      Excluir
  3. Nossa que projeto incrível, já estou lá no site para ler mais história, e tem de tudo quanto é tipo. Tomara que o Richard consiga para de beber, e também consiga um emprego!

    http://www.carolinapeclat.com

    Beijos Carol Peclat

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol! Agradeço a sua participação. Fico feliz que tenha gostado do projeto e desse post. Beijos :*

      Excluir
  4. Hida, que belo projeto. Parabéns por divulga-lo. Que todas essas pessoas consigam superar seus problemas e voltem para seus lares ou arrumem um novo, pois não deve ser nada fácil viver na rua.
    Um beijo

    www.maisfeminice.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Djessica, não é uma vida fácil. Também torço que eles tenham dias melhores. Obrigada pela sua visita ;)

      Excluir
  5. Hida, teus posts aqui no blog sempre são demais e fogem do comum!

    Maravilhoso o objetivo desta página, os moradores de rua são tantas vezes excluídos, esquecidos e ignorados na sociedade. Essa visibilidade para os moradores de rua é até uma forma de conscientizar as pessoas e mudar a forma como olham para eles. Estas pessoas não foram parar na rua porque simplesmente quiseram, geralmente há um problema por trás disso.

    Fiquei tocada com a história do Richard, com certeza ele precisa de ajuda e ele mesmo já percebeu isso. Espero que ele se recupere e saia desta vida! :/

    Beijos,
    Rabisquei meu Horizonte

    ResponderExcluir

Hey! Obrigada pela visita :) O seu comentário é muito importante para mim!

© Blog da Hida | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.